Restituição do Imposto de Renda Retido na Fonte

É importante esclarecer que os casos de Imposto de Renda retido na fonte, estão muitas vezes ligados à Restituição do Imposto de Renda.

Quando o trabalhador vai fazer a Declaração do Imposto de Renda anualmente, os valores dos Impostos Retidos na Fonte ao longo do ano em que se baseia são somados. Depois disso, são descontados desse valor os gastos dedutíveis, com base nas regras específicas estabelecidas pela própria Receita Federal.

A partir daí, descobre-se qual é o valor-base para o cálculo do IR a ser pago e o valor do Imposto em si. Se o valor pago pelo na soma dos 12 meses for superior ao que seria devido depois de considerados os gastos dedutíveis, o trabalhador tem direito ao ressarcimento da diferença, o que é chamado de Restituição do Imposto de Renda.

De forma resumida e clara, tem direito a receber a restituição do IRRF os trabalhadores que pagaram mais impostos do que deviam.

Como receber a Restituição do Imposto de Renda

Depois de feito o ajuste de contas, o próprio sistema da Receita Federal efetua os cálculos de pagamentos do contribuinte, para verificar se o mesmo tem direito a restituição.

O fisco libera os pagamentos da restituição do Imposto de Renda Retido na Fonte em sete partes durante o ano.

É importante ficar atento aos pagamentos dos lotes, que são feitos entre junho e dezembro do ano vigente a declaração do Imposto.

Os pagamentos são feitos automaticamente, diretamente na conta bancária do contribuinte. Fique atento as notícias relacionadas à restituição divulgadas pelo Governo, pois dentro de uma das datas seu pagamento poderá estar disponível.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *